Prática da ponta de prata.

Ao que tudo indica esse foi sempre o metal mais utilizado, já que menos caro que o ouro, reproduzindo uma linha mais visível que o cobre, deixava traços indeléveis, que não permitiam arrependimentos. Comparada à técnica de cinzelar ou gravar, o desenho era feito sobre um esboço leve realizado a carvão que servia de guia tanto para os contornos quanto para as talhas e contra talhas produzidas pelas pontas de prata. Não é incomum o uso de lavis leves e realces de branco coordenados com os desenhos das pontas.

O DESENHO DA PONTA DE PRATA NAS DIFERENTES ESCOLAS

A história nos deixou certo número de desenhos a ponta de prata, cujo traço mesmo que não podendo ser apagado é tênue e quase imaterial. No século XV, a cor terra verde era muito utilizada nos fundos. Nós conhecemos vários desenhos sobre fundos dessa cor. Encarnados e cinzas também eram muito utilizados.

Filippino Lippi (c.1457-1504)
homem nu
ponta de prata sobre papel preparado com cor e realces em branco
237×177 mm
desenho executado em torno de 1480
British Museum

Raphael (1483-1520)
Virgem e criança
desenho a ponta de prata sobre papel preparado rosa
1508-10
143×111 mm
British Museum

As pontas de metal foram muito utilizadas pela Escola Florentina do séc. XV, onde cumpriam também um papel bastante pedagógico na instrução dos jovens desenhistas. Com relação a construção do desenho é de se notar, por exemplo, a sua forte presença em todo o período de formação de Leonardo e nos desenhos que ele nos legou já como jovem mestre independente. O traço delicado e levemente metálico harmonizava-se com os fundos de cor que podiam ser cinzas delicados, passando por terras, verdes, azuis, chegando até a encarnados, muitas vezes base para os desenhos anatômicos. As cores também eram utilizadas como meio tom, reforçando mais uma vez a ideia de relevo pretendida. A evolução da técnica na Escola Florentina, num dado momento, onde se requer cada vez mais pureza e visibilidade do desenho, acaba tendo como consequência o abandono dos fundos de cor. Leonardo mesmo nos deixa desenhos a ponta de prata em papeis preparados com fundo branco. Nos países do norte o uso das pontas é menos difundido e as preparações de cor deram lugar a fundos sempre brancos ou marfim, como nos raros desenhos que Dürer deixou usando esse procedimento.

Leonardo da Vinci (1452-1519)
perfil de guerreiro
287×215 mm
1475-1480
British Museum

continuar

voltar

Anúncios

Uma resposta para “Prática da ponta de prata.

  1. Gunther

    Gostaria muito de saber o que é esse “papel preparado”. É um papel fabricado pela própria pessoa ou um tipo de papel que possa ser comprado? Qual for a resposta, como posso fazê-lo/comprá-lo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s